Diretores e dirigentes das escolas públicas e também das secretarias estaduais e municipais de educação têm até dia 20 de março para enviarem os dados do censo Escolar de 2014, a partir do módulo Situação do Aluno. É importante que os gestores fiquem atentos ao prazo de inserção dos dados, uma vez que nesta etapa, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) recolhe, por meio do Educacenso (sistema de coleta de dados via internet), informações detalhadas sobre os alunos como rendimento (aprovação ou reprovação) e movimento (transferência ou desistência do educando no fim do ano letivo).

Os dados coletados são fundamentais, e que devem ser preenchidos corretamente para não ficar de fora das estatísticas oficiais que servem de base para a implementação de programas federais direcionados às escolas públicas, estaduais e municipais.

Ao preencher o módulo Situação do Aluno, as escolas devem informar, somente nas turmas de escolarização, situações como rendimento, movimento, não movimentação (etapas de educação infantil, creche e pré-escola), curso em andamento (educação de jovens e adultos e educação profissional). Também devem confirmar os dados dos concluintes (aprovação e finalização) e dos admitidos após o censo. Este último refere-se ao rendimento e movimento dos alunos de todas as modalidades de ensino com matrícula ativa no Censo Escolar de 2014 e que entraram na escola após a data de referência (maio do ano passado).

Caso alguma rede de ensino ainda não tenha sistema próprio de coleta de dados, as informações indicativas da situação do aluno em 2014 podem ser transferidas para o sistema Educacenso.

O Censo

O Censo Escolar é um levantamento nacional, anual, de dados estatístico-educacionais, sob a coordenação do Inep. A coleta de dados inclui estabelecimentos de ensino, matrículas, funções docentes, movimento e rendimento escolares. As informações são usadas para avaliar a situação nacional da educação básica e servem de referência para a formulação de políticas públicas e execução de programas na área da educação.