Na próxima semana, os municípios brasileiros devem começar a receber dos Estados o novo medicamento para o tratamento da AIDS. Conhecido como 3 em 1, o composto foi distribuído pela União aos governos estaduais esta semana. A estimativa é que 100 mil pacientes em todo o País utilizem este medicamento contra o HIV.

O 3 em 1 é uma dose tripla combinada, composta pelos medicamentos Tenofovir (300 mg), Lamivudina (300 mg) e Efavirenz (600 mg). São 7,3 milhões de comprimidos a serem distribuídos. Este montante garante o tratamento de pacientes soropositivo por um ano. O uso do 3 em 1 está previsto no Protocolo Clínico de Tratamento de Adultos com HIV e AIDS.

Este medicamento reduz a quantidade de comprimidos que um paciente deve tomar diariamente. No Rio Grande do Sul e Amazonas, os dois Estados com maior quantidade de soropositivos, a dose tripla é distribuída desde novembro do ano passado.

HIV

No Brasil, 734 mil pessoas são portadoras do vírus HIV. No entanto, apenas 589 mil, ou 80% do total, foram diagnosticadas. O país produz 12 dos 22 medicamentos distribuídos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e usados no tratamento contra a doença.